O primo Basílio, Eça de Queiros

Livro lido: O primo Basílio, Eça de Queiros
Luisa e Jorge são um casal perfeito na Lisboa antiga. Jorge viaja a trabalho e Luisa começa a receber visitinhas do primo Basílio, paixonite da adolescência. Sua criada Juliana descobre o romance , rouba algumas cartas e começa então a chantagear Luisa .
Fazia tempo que queria reler esse clássico, e chegou a hora. Apesar da linguagem rebuscada e de ser bastante descritivo, eu amei . Eça se utiliza da descrição detalhada do meio para “justificar” o comportamento de seus personagens. Luisa era fútil e fraca pq o ambiente lhe fez assim, Basílio era cafajeste pq todos eram assim, Jorge acreditava que podia trair pq era homem, e a vida era assim. E Juliana, ahhh Juliana estava se defendendo como um animal que precisa de proteção para a velhice. Algum deles estava errado? Nem sei, viu? O único do qual sinto raiva é Basílio, mas entendo suas atitudes também.
Chato mesmo foi que assisti a minissérie da Globo quando era criança e fiquei com Marilia Pera e Giulia Gam o tempo todo na cabeça, e gosto de imaginar as minhas própias caras pros personagens.
O que mais me chamou atenção foi que para uma mulher a traição significava quase a morte. Para os homens era só mais uma, uma distração , um direito natural que ninguém questionava. Muita hipocrisia da sociedade da época, creio que esse tenha sido o objetivo do autor: mostrar a sociedade como ela era.

 

basilio

2017 chegou. Vamos ler mais?

Mais um ano se aproxima, e com ele aquela meta a ser traçada ( e logo esquecida) : esse ano vou ler mais!  O ano começa, nossos filhos só querem saber de jogar e assistir TV, nós nos perdemos nas redes sociais e nos joguinhos de celular e quando vemos já é novembro novamente  e nos tornamos os campeões nacionais de perda de tempo e carregamento de culpa. Para piorar,  vivemos dizendo que a criançada de hoje em dia não quer ler,não quer brincar na rua , repetindo frases feitas enquanto não desgrudamos nossos olhos adultos da TV, do futebol, do celular e das novelas. “Ai, o tempo voa… não tenho tempo… no meu tempo…” Chega , né? O dia tem 24 h para todos, vamos fazer boas escolhas para 2017?

Para ler mais , em primeiro lugar temos que ler por prazer. Escolha o tema que te agrada, deixe seus filhos escolherem o que lhes agrada também, sem preconceitos e imposições. Biografias de celebridades, livros baseados em games, quadrinhos, fantasia, livros que estão na moda, tudo vale. Você não precisa  começar a ler todos os clássicos mundiais , somente leia. Naturalmente surgirá a curiosidade pelos clássicos, se você se envolver com literatura.

Trace metas, mas não se prenda muito a elas. Existem várias brincadeiras na internet , como a lista dos 1001 livros para ler antes de morrer, Desafio da Rory Gilmore, Desafio da Lisa Simpson, Desafios de grupos de leitura. Se você  gosta de ser desafiado e de compartilhar suas leituras,  divirta-se ( me chame porque eu adoro).

Você não tem muitos livros, não sabe por onde começar? Nossa cidade tem ótimas bibliotecas públicas, tem ótimas livrarias e sebos. Um sebo é uma livraria de  livros usados. Lá você pode vender, comprar e trocar livros , encontrar milhares de títulos novos e antigos, sendo  uma maneira de reutilizar os livros.Nessas férias, visite um desses locais , perca-se  em meio a tantas opções. Um livro é uma maneira fácil, barata e portátil de se divertir. Estimula a sua criatividade ao mesmo tempo em que  descansa sua mente . Acompanhe nas redes sociais perfis que indicam livros. A internet  pode ser uma grande  difusora  do hábito de ler. Há muita coisa ( boa e péssima ) na rede,  somos nós que escolhemos o conteúdo, não esqueça disso.

Seja lá qual for a idade de seus filhos, permita-se ler para eles. Eu sei que você tem saudades dos personagens de Monteiro Lobato, da Pollyanna, do cachorrinho Samba mas que está difícil convencer as crianças a lê-los, pois parecem  antiquados e desinteressantes. O momento da leitura em família é a hora de mostrar que os livros não tem idade, podem ser amarelados,  feios, usados  mas contém as mesmas histórias e o poder de viajar, ensinar e distrair. A leitura é para todos, não só para aqueles mais cultos,mais estudados, os que tem mais tempo, os mais velhos. Tem livro para todos os gostos, pense no que te agrada e  seja feliz! Use 2017 com sabedoria.